quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Artigo jornalístico : Lula e a “bolsa” humilhação!

Novamente Lula mostra seu amor aos policiais. Ele “reconhece” que os salários da categoria são fracos e por isso dá uma bolsa “humilhação” de 443,00 para o policial que fizer um curso à distância por ano da Rede EAD/SENASP.Sendo que para fazer jus a essa quantia, o beneficiado não deve ter um salário superior à R$1.700,00. Nesse caso só os soldados de alguns estados tem direito ao “benefício” o restante que se vire com “bicos”!

Quer dizer, mais uma vez ferindo a nossa Constituição Federal.Ao promover o bem de um, tem que se promover o bem de TODOS! Mas acho que  essa parte da Constituição ele não leu. Talvez tenha pensado que o povo brasileiro é tão ignaro que não se lembraria disso.Ou talvez, ( por ele ter fama de “analfabeto”) achou que o povo e principalmente os policiais dariam um desconto.

A desigualdade já parte do próprio Poder Executivo ( que é o responsável por defender a constituição ) .Será que ele acha que quem ganha 1.700,00 é milionário ou que essa quantia é demais para um Policial viver dignamente com suas famílias? Esse critério de concessão da bolsa  é humilhante e degradante.E quem aceita ser excluído do “benefício” cruza os braços e aplaude de pé a manutenção da desigualdade em nossa sociedade.

Se eu fosse policial, entraria com um Mandado de Segurança ( mesmo que fosse denegado) o importante é tentar sempre e lutar contra esses abusos e paradoxos que existem de maneira bem explícita e que ninguém faz nada.Como alguns membros da categoria ficam de fora do bolsa “humilhação” o jeito é fazer bicos dos mais variados tipos para não deixar suas famílias passando fome.E se submeter a andar de ônibus com uma mochila nas costas ( guardando a farda), morar em lugares onde o índice de criminalidade é alto e por aí vai.

Esse critério discriminatório de concessão de bolsa é desumano. É reduzir a nada os profissionais que são suas vidas em serviço e o pior sem o reconhecimento dos nossos representantes e muitas vezes por uma parte  da sociedade. As diferenças salariais entre funções de mesma hierarquia já é em si uma grande humilhação, Lula ainda inventa de excluir da bolsa “humilhação”quem ganha 1.700,00.Grandes dinheiro !!!Ele deveria experimentar passar um mês com 1.700,00 para sentir na pele o drama.

Enquanto se está na zona de conforto, em uma bela casa em um lugar nobre e de elite não se pode mensurar o sofrimento alheio somente pela percepção. Pois nós só tomamos consciência das coisas quando vivenciamos.

E o poder público às vezes não analisa ( ou finge não saber)  que o policial está ali para dar sua vida para salvar a de outrem e não existe nenhuma profissão com esse grau de comprometimento. Não é qualquer um que faz isso.Só os que verdadeiramente amam a profissão, pois o policial está ali sabendo que poderá não mais voltar pra casa para salvar a vida de alguém que nem conhece.

9 comentários:

  1. Bolsa Olímpica cai de R$ 1,2 mil para R$ 443

    Governo muda valor para todos os servidores da Segurança Pública do estado receberem
    POR MARIA INEZ MAGALHÃES

    Rio - Embora estipulada por decreto em R$ 1,2 mil, a Bolsa Olímpica para servidores da Segurança Pública do estado será de R$ 443 e vai chegar a, no máximo, R$ 900 em junho de 2012. Segundo o Ministério da Justiça, o valor diminuiu a pedido do Governo do estado para que todos os servidores possam receber o benefício, antes restrito a profissionais com salário bruto de até R$ 3,2 mil.

    A Bolsa Olímpica começará a ser paga no final de dezembro — quase um ano após sua criação. Serão beneficiados policiais civis e militares, agentes penitenciários, bombeiros e guardas municipais, desde que não tenham sido condenados nem respondido a processos administrativos ou penais nos últimos cinco anos. Para receberem a gratificação, os servidores deverão ainda concluir com êxito os cursos da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Se aprovados, os 32.906 profissionais inscritos serão os primeiros contemplados. Serão 17.206 PMs, 4.805 policiais civis, 8.026 bombeiros, 268 agentes penitenciários e 2.601 guardas municipais.

    O valor de R$ 443 será pago até maio de 2011. Em junho, ele aumenta para R$ 800 e em junho de 2012, passa para R$ 900 e não sofrerá mais ajustes. “A demora no pagamento se deveu à dificuldade em negociar um valor com o governo do estado para poder atender a todo mundo. Não daria para pagar R$ 1,2 mil para todos”, explicou a diretora de Pesquisa Educacional e Valorização Profissional da Senasp, Juliana Barroso. A inscrição para o próximo ciclo de cursos abre em janeiro.

    ResponderExcluir
  2. Continuação(1)...

    FONTE: http://odia.terra.com.br/portal/rio/html/2010/9/bolsa_olimpica_cai_de_r_1_2_mil_para_r_443_112531.html

    ResponderExcluir
  3. Continuação(2)...

    28/01/2010 - 17:27h

    Decreto define regras das Bolsas Copa e Olímpica


    Brasília, 28/01/10 (MJ) - Foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (27) o decreto que amplia os benefícios da Bolsa Formação oferecida pelo governo federal no âmbito do Pronasci – Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania.

    Apelidados de Bolsa Copa e Bolsa Olímpica, os benefícios são destinados aos policiais civis e militares e bombeiros dos estados que trabalharão na Copa do Mundo 2014 e aos policiais civis e militares e bombeiros do Estado do Rio de Janeiro e guardas municipais da capital fluminense, sede dos jogos Olímpicos de 2016.

    A Bolsa Copa será destinada a bombeiros e policiais militares e civis das 12 cidades sedes dos jogos de 2014. O valor da Bolsa será reajustado de forma gradual, começando com R$ 550 em 2010; R$ 655 em 2011; R$ 760 em 2012; R$ 865 em 2013 e R$ 1000 em 2014.Não há teto salarial para a concessão do benefício.

    A seleção dos policiais que receberão a Bolsa Copa é de inteira responsabilidade dos estados. Tanto os profissionais da capital quanto os do interior poderão participar da Bolsa Copa, desde que sejam recrutados pelas corporações, mediante critérios técnicos e isentos por elas estabelecidos, para atuar nas operações de segurança dos jogos.

    A Bolsa Olímpica, que tem um valor fixo de R$ 1200, será concedida aos policiais militares, civis e bombeiros de todo o estado do Rio de Janeiro e guardas municipais da capital com salários até R$ 3.200. Os profissionais que têm remuneração superior a esse valor poderão, no entanto, se habilitar para receber a Bolsa Copa.

    Adesão

    Para formalizar a adesão às bolsas Copa e Olímpica, os estados terão de atender às condições estabelecidas pelo Decreto 6490/2008, com as alterações promovidas pelo Decreto 7081/2010, como, por exemplo, adequar, até 2012, o regime de trabalho de seus profissionais para até 12 horas de serviço por três turnos de descanso. Além disso, os executivos estaduais deverão enviar às respectivas assembléias legislativas projetos de lei elevando a remuneração mensal dos policiais ao valor mínimo de R$ 3200, considerando a data limite de 2016.

    “Essa medida é extremamente importante porque contempla todo o efetivo policial dos estados e não apenas os profissionais que atuaram nos jogos. Este é o primeiro caso para a criação de uma cultura em que os estados estabeleçam um piso salarial justo para a categoria”, explica o secretário Nacional de Segurança Pública, Ricardo Balestreri.

    No caso das guardas municipais, a prefeitura deverá encaminhar à Câmara de Vereadores projeto de lei concedendo reajuste à categoria não inferior a R$ 1200.

    Já os policiais deverão realizar o curso especial de formação para segurança em eventos esportivos, cuja matriz curricular será estabelecida pelo Ministério da Justiça. Para participar do programa, os profissionais não poderão ter condenação em processo administrativo e penal nos últimos cinco anos e terão de respeitar os critérios apresentados pelo estado-membro para a seleção dos participantes. No caso da Bolsa Olímpica, a outra exigência é que a renda do policial não ultrapasse R$ 3200.

    O ministro da Justiça, Tarso Genro, explica que as bolsas foram criadas para estimular a capacitação e estudo das polícias, visando a melhoria na qualificação dos profissionais. “Nosso objetivo é ter um policial altamente especializado durante a Copa e as Olimpíadas. Não se trata apenas de aumento de salário, que é responsabilidade dos estados. A promoção das bolsas estimula, sim, a capacitação, de um lado, e, de outro, induz os estados a qualificarem a remuneração dos policiais”.

    ResponderExcluir
  4. Continuação(3)...

    Bolsa Formação

    O decreto também reajustou para R$ 443 o valor da Bolsa Formação. O texto mantém inicialmente o teto salarial em R$ 1700 para a participação no programa, “o que não impede que a questão seja revista adiante”, diz Ricardo Balestreri.

    Atualmente, 167 mil policiais de 25 estados recebem o benefício enquanto participam de cursos de especialização em segurança pública. Eles também podem migrar para as Bolsas Copa e Olímpica, desde que sejam selecionados pelos estados e realizem o ciclo especial de formação para segurança em grandes eventos. Os cursos serão ministrados pelas academias de polícia estaduais, após a homologação do Ministério da Justiça.

    Segurança com cidadania

    O Pronasci articula políticas de segurança com ações sociais, prioriza a prevenção e busca atingir as causas que levam à violência, sem abrir mão das estratégias qualificadas de repressão. São mais de 90 ações que integram União, estados, municípios e diversos setores da sociedade.

    Atualmente, o programa está presente no Distrito Federal, em 22 estados e 177 municípios.

    Para acessar o Decreto, clique aqui.

    FONTE: http://portal.mj.gov.br/data/Pages/MJA4C659C5ITEMIDAD1AD5C28316495AAF58E2EB323AC478PTBRIE.htm

    ResponderExcluir
  5. Continuação(4)...

    Cara Isis,

    Os textos acima falam das famosas Bolsas Copas e Olímpicas, assim como a Bolsa Formação. São mais assistencialismos voltados para os policiais que trabalharão nos Jogos de 2014 e 2016. Essas foram explanadas aqui no RJ com festa perante a população, "que se seria resolvido o problema salarial dos policiais daqui até 2016"...

    Mas por quê os políticos tiveram esse surto de bondade com a categoria?

    É simples, uma das imposições do COI e FIFA para autorizarem as realizações dos Jogos no Brasil, seria a resolução do problema da segurança pública, ou seja, tanto governo estadual quanto governo federal firmaram acordo com as duas instituições, essas querem que os policiais sejam bem pagos, pois a segurança dos atletas não estariam garantidas da maneira como se é tratado os Recursos Humanos das polícias.

    Mas, mais uma vez, nossos políticos vão passando a perna em todos os brasileiros e nos gringos do COI e FIFA, já que estão na surdina quebrando o acordo.

    E, infelizmente, no texto do Jornal O Dia esse fato não foi mencionado.

    E enquanto isso, Lula, Dilma Rousseff, Sérgio Cabral Filho, Eduardo Paes vão à TV, Rádio, Imprensa com as caras mais sínicas do Mundo dizer que o país será muito melhor depois dos Jogos...

    Vou te ser sincero, se eu migrasse para outro país e fosse tratado como um igual nascido lá e não como um gringo com problemas, já teria abandonado o Brasil!

    Se puder, leia o Decreto e verefique a veracidade, ok?

    Vanderson Bernardes da Silva.

    ResponderExcluir
  6. Olá Isis! Deixaram um comentário no meu blog, pedindo para dar uma força neste blog (excelente, por sinal). Publica nosso link na lista de seus blogs e me avisa quando tiver pronto que eu faço o mesmo lá no www.bombeirosdobrasil.blogspot.com.

    Boa noite e sucesso!

    ResponderExcluir
  7. carlos alberto policial militar1 de outubro de 2010 07:11

    eles fazem isso porque estão ligado ao trafico de drogas e lavagem de dinheiro "eles"são nada mais que alguns governantes como o do estado do rio de janeiro e outros estados pois ja me deparei com varias ocorrencias e no final descobria que era de um governante e ai a policia fica assim, sem moral e sem salario pois se pagar bem e treinar bem fica muito dificil fazer qualquer tipo de crime o empenho no serviço seria muito maior e acabaria prendendo governadores, presidente e muitos deputados e isso para eles é ruim por isso o povo fica assim uma policia desmotivada sem salario e sem preparo esse é o brasil ....

    ResponderExcluir
  8. Carlos Alberto

    Obrigada pela visita e gostaria ter mais aproximação com a Policia, quero que vocês me dê dicas para minhas colunas sociais.

    Volte sempre !

    Abraço carinhoso

    Ísis Nogueira

    ResponderExcluir

Visualizações de páginas da semana passada